[49] 3361.3737 | falecom@grandesvalores.com.br

Eli Bellani: Uma Carreira Dedicada à História

Eli Bellani: Uma Carreira Dedicada à História

Foto: Rodrigo Scandolara

Dedicada ao desenvolvimento cultural e histórico de Chapecó, a historiadora Eli Bellani coleciona relatos e compartilha lembranças

Com sete livros publicados, a historiadora e professora Eli Maria Bellani participa ativamente do desenvolvimento cultural e histórico de Chapecó. Cidadã honorária, a docente acompanhou a evolução trabalhista, econômica e administrativa do município.

Chapecoense de coração, Eli Bellani é natural de Concórdia (SC). Filha de Pierina Marafon Bellani e Gentil Bellani, mudou-se para Chapecó com os pais e avô materno no início da década de 50. Premiada com o Título de Cidadã Honorária pela Câmara de Vereadores de Chapecó no ano de 2012, a docente relembra a infância com enorme carinho: “Recordar o que aconteceu é sempre muito bom.”, relata.

Aluna do Colégio Bom Pastor das Irmãs Franciscanas, Eli concluiu o magistério no Colégio Coração de Jesus, em Florianópolis. Na Capital, a historiadora deu o primeiro passo rumo à docência: cursou Licenciatura e Mestrado em História na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). “Minha trajetória está ligada ao ensino, à educação e principalmente à parte de descobrir, de rememorar, de identificar a trajetória dessa região. Uma trajetória linda, bonita, cheia de altos e baixos.”, conta Eli.

Eli Bellani: Uma Carreira Dedicada à História

Foto: Rodrigo Scandolara

Ao longo da carreira, Eli dedicou-se à pesquisa de políticas públicas, trajetória administrativa e trajetória econômica de Chapecó: “É o que trilha a construção de uma comunidade”, afirma. A docente, que possui experiência na área de História com ênfase em História Regional do Brasil, atua como professora na Universidade Comunitária da Região de Chapecó – Unochapecó desde 1974.

Orgulhosamente apresentada e descrita por Eli, a dissertação de mestrado “Madeira, Balsas e Balseiros no Rio Uruguai: O Processo Efetivo de Colonização do Velho Chapecó” foi um dos primeiros trabalhos a abordarem o tema na região. Na dissertação, Eli aborda temas relacionados ao trabalho, à utilização de recursos naturais, à industrialização e seus reflexos e à transição entre a economia extrativa e o mundo produtivo em Chapecó. “As transformações ocorridas aqui estão atreladas a transformações de Santa Catarina, do Brasil e do mundo”, frisa a professora.

Ao lembrar-se de alguns dos momentos mais marcantes da própria vida e carreira, Eli Bellani cita o próprio baile de debutante, recorda eventos ocorridos em Chapecó nas décadas de 70 e 80, menciona a importância de amizades nutridas ao longo dos anos e conta sobre a fundação e evolução da Unochapecó: “Vi a Unochapecó chegar onde chegou hoje. É uma alegria ter feito parte da docência, de trabalhos de conclusão de curso da vida de pessoas que hoje estão atuando na comunidade.”, recorda.

Compartilhar

Deixar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *